KUMHO MOTORSPORT PORTUGAL by ASR TYRES

Daniel Silva e Francisco Azevedo vitoriosos em Famalicão

16 equipas KUMHO estiveram à partida da edição 2019 do Rali de Famalicão. 10 lograram ultrapassar a dureza desafiante da prova organizada pelo Team Baia, concluindo mais uma jornada do Desafio Kumho Norte.

A prova famalicense foi exigente e o seu traçado muito técnico “cobrou” forte tributo ao pelotão, causando um número gordo de desistências. Muito público a brindar o trabalho do Team Baia com merecido reconhecimento, justo pois montaram uma prova de forma capaz e bem sucedida.

O rali contou para o Desafio Kumho Norte e as duas divisões em discussão atraíram oito equipas Kumho cada, voltando a colocar na estrada um pelotão interessante em qualidade e qualidade. Dos dezasseis que partiram, 10 chegaram ao fim, depois de protagonizarem duelos muito interessantes pelos lugares cimeiros em discussão.

Grandes exibições e alguns “dramas” a condizer, contam a história dos protagonistas Kumho em Famalicão.

Uma transmissão partida logo nos metros iniciais da primeira passagem pela Super Especial de Fradelos, deitou por terra a exibição magistral que estava a ser assinada por Nuno Alves e Bruno Machado, com um Citroen AX Gti. De regresso aos ralis e em plena estreia no Desafio Kumho, Nuno Alves deu um recital de condução, vencendo as quatro primeiras especiais, que o faziam chegar ao traçado urbano de Fradelos, com um avanço de 15,1 segundos sobre Francisco Azevedo e Nuno Ferreira, segundos aos comandos do Peugeot 205 Gti. Estes, mercê do abandono de Nuno Alves, saltaram para o comando, vencendo as duas passagens por Fradelos e, conseguindo assim, terminar o primeiro dia na liderança da divisão.

Nuno Alves voltaria no segundo dia, ao abrigo da regulamentação de Super Rali e voltou a impressionar, vencendo os três troços cronometrados do programa, assegurando o 3º lugar que, sendo meritório, sabe a pouco.

A rapidez, aliada à fiabilidade, deram o mote para a vitória nesta Divisão 1 da dupla do Peugeot, chegando Azevedo e Ferreira ao pódio final com uma vantagem superior a dois minutos sobre o BMW 316i de Davide Mendes e Andreia Ribeiro.

Nesta divisão, foram cinco os desistentes Kumho e, na sua maioria, estiveram entre as “vítimas” da “hecatombe” que assolou o rali logo na primeira classificativa.

Pedro Serôdio/Hugo Marques (Citroen Saxo) e Bruno Almeida/Leandro Silva (Peugeot 206 Gti), ambos por acidente e José Gomes/Nuno Mota Ribeiro (Opel Astra), com uma transmissão partida, viram os seus esforços logo ali por terra. Gomes ainda voltou no segundo dia, mas a transmissão voltaria a ceder.

Frederico Castro/Miguel Castro (Opel Astra GSI) e Fernando Freitas/Diogo Freitas (Peugeot 206 TC) foram mais duas equipas a desistir por avaria e, também, durante a primeira etapa da prova.

Já na Divisão 2, uma equipa reclamou domínio quase total.

A jogarem “em casa”, Daniel Silva e Filipe Martins impuseram um domínio “feudal”, levando o Renault Clio à vitória em oito das nove especiais, cedendo apenas o triunfo na primeira passagem pela super especial de Fradelos. Exibição magistral, coroada com a vitória na Divisão 2 do Desafio Kumho Norte e com um 5º lugar absoluto na geral da prova regional.

Manuel Martins e Rui Vilaça, num Peugeot 206 RC garantiram o 2º posto final na divisão, depois de terem vencido um braço de ferro que protagonizaram com a dupla Filipe Moreira/Nuno Carvalhosa (BMW 320i), com estes a assegurarem o 3º lugar no fecho da prova.

Mais dois Peugeot marcaram presença nos lugares seguintes da tabela classificativa da Divisão 2.

No 4º posto ficou o 207 Gti de Pedro Lopes e Duarte Gouveia, com o 5º lugar a ser ocupado por Júlio Maia e Pedro Fernandes, num 206 S1600.

Acompanhado pelo navegador Miguel Rodrigues, Sérgio Freitas pilotou o Hyundai Getz até ao 6º lugar, vencendo a “batalha” diesel, suplantando a dupla feminina Nídia Fernandes/Sofia Mouta (Skoda Fabia 1.9 Tdi), com estas a voltarem a pontuar na Divisão 2, ao concluírem no 7º posto.

Na Divisão 2 apenas uma desistência. Viana Martins e Gonçalo Palmeira fizeram parte do rol dos  “abatidos em combate” no primeiro troço do rali, também por acidente.

O Desafio Kumho Portugal ruma agora ao centro do país. Já no próximo fim-de-semana, acontecerá a próxima prova do Desafio Kumho Terra, do Desafio Kumho Centro e Desafio Kumho Sul. Será o Rali Alitém, que se disputa no concelho de Pombal, a 27 e 28 de julho.

Deixe um comentário