KUMHO MOTORSPORT PORTUGAL by ASR TYRES

Rui Silva Santos triunfante na abertura KUMHO 2020. Miguel Teixeira vence Divisão 2.

O Rally Serras de Fafe e Felgueiras foi palco da prova inaugural dos desafios KUMHO NORTE e KUMHO TERRA. Destaque ainda para a aposta nos KUMHO por parte de protagonistas da prova do Campeonato de Portugal de Ralis.

O 3º DESAFIO KUMHO PORTUGAL 2020 já está na estrada. Sete equipas estiveram à partida do Rally Serras de Fafe, distribuídas pelas Divisões 1 e 2 do Desafio Kumho Portugal.

Rui Silva Santos/João Sebastião (Subaru Impreza) saíram vitoriosos do duelo que travaram com a dupla Gaspar Pinto/Bernardo Gusmão (Mitsubishi EVO VI) pela vitória na Divisão 1. A dupla do Subaru mostrou, ao longo da prova, arrojo e sangue frio, misturando rapidez e segurança, saindo de Fafe com a dupla alegria de triunfar entre os KUMHO e ser 2º da geral no rali.

Gaspar Pinto foi mesmo o primeiro comandante da geral do rali, após a Fafe Street Stage e, mesmo perdendo esse estatuto, foi liderando a classificação KUMHO até à primeira passagem por Luílhas, sendo então ultrapassado por Rui Silva Santos. Sofreu ainda uma penalização de estrada, tendo de se conformar com o 2º posto na Divisão 1 Kumho.

Ainda entre as 4 rodas motrizes, uma palavra para o jovem Eduardo Santos. Acompanhado pelo navegador Miguel Sintra, estava a assinar uma bela exibição, quando foi traído pela mecânica do Subaru Impreza, após a 4ª especial.

Miguel Teixeira imperial nas duas rodas motrizes

Na Divisão 2, assistimos a um “show” de Miguel Teixeira e Vítor Pereira. Aos comandos do seu BMW E30, a dupla venceu seis das sete especiais entre as duas rodas motrizes, com uma delas a ser uma vitória à geral!

Andamento notável, coroado com a vitória na Divisão 2 KUMHO, nas duas rodas motrizes e o 3º lugar do pódio absoluto.
O 2º lugar foi reclamado por Tiago Caetano/Luís Boiça (Citroen Saxo), mercê da sua regularidade, enquanto João Silva e Bruno Machado levavam o Nissan Micra ao terceiro posto, suplantando todas as dificuldades de uma prova muito dura.
Aos comandos de um bem preparado Seat Ibiza, Hélder Miranda e Rui Teixeira rubricaram uma excelente prestação. Eram segundos quando foram forçados a abandonar.

Deixe um comentário